Portos

  • imagem referencial

<
>
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .
  • .

Terminais portuários

Estudo de viabilidade técnica, econômica, ambiental e operacional para fundamentação de procedimentos licitatórios das concessões de portos organizados e dos arrendamentos de instalações portuárias no Brasil.

  • Estudo
  • Dados
  • Links
    • Resumo

      O conceito geral do estudo foi de compreender a vocação dos terminais e dos portos em estudo na malha portuária nacional e sua importância para a malha logística de transporte de cargas de forma sistêmica. Um componente fundamental que norteou a análise foi a busca pela ampliação da capacidade e redução de custos a partir da reestruturação de áreas nos portos públicos de forma a garantir um uso mais eficiente das instalações portuárias. A concepção do modelo de negócio foi estruturada junto com a necessidade de ampliação dos investimentos nos portos públicos e com o crescimento da movimentação de cargas no país.

      Foram desenvolvidos estudos para arrendamentos localizados nos seguintes portos:
      Antonina - PR, Aratu - BA, Belém - PA, Cabedelo - PB, Fortaleza - CE, Imbituba - SC, Itaguaí ­ RJ, Itajai - SC, Itaquí­ MA, Maceió - AL, Manaus - AM, Niterói - RJ, Paranaguá - PR, Porto Alegre - RS, Recife - PE, Rio de Janeiro - RJ, Rio Grande - RS, Salvador - BA, Santana - AP, Santarém - PA, Santos - SP, São Francisco do Sul - SC, São Sebastião - SP, Suape - PE, Vila do Conde - PA, Vitória - ES

    • Parceiro público

      Governo Federal - Secretaria Especial de Portos (SEP), Agência Nacional Transportes Aquaviários (ANTAQ)

  • Status: Leilão realizado em dezembro/2015
    Vencedor: i) STS-04 (grãos - porto de Santos) - vencedor: consórcio LDC Brasil BSL (Dreyfus e Cargill)
    ii) STS-07 (celulose - porto de Santos) - vencedor: Fibria Celulose AS
    Variável de leilão: Maior outorga
    Outorga/Tarifa Teto: i) STS-04: R$ 303.069.333,18
    ii) STS-07: R$ 115.047.000,00
    Duração da concessão: 25 anos
    CAPEX: Bloco 1.1 a: R$1,1 bilhão
    OPEX: -
    Obrigações de investimento: -
    Receitas comerciais: -
    Receitas tarifárias: -
    Revisão tarifária: -
  • PARÁ
    VDC29 - VILA DO CONDE/PA (CDP)
    SÃO PAULO
    STS04 - SANTOS/SP (CODESP)
    STS07 e STS36 - SANTOS/SP (CODESP)